Esclerose Múltipla: Os 6 principais sintomas e como a Fisioterapia pode ajudar

Tempo de leitura: 2 minutos

A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença crônica que afeta o sistema nervoso central (SNC).

É uma patologia desmielinizante, inflamatória e degenerativa. Em seus episódios de inflamação, lesam o revestimento de mielina disseminada pelo SNC, principalmente na substância branca, causando cicatrizes.

O nome esclerose múltipla vem de múltiplas áreas de cicatrização que caracterizam o processo da doença. As cicatrizes no revestimento da mielina e deterioração axonal interferem na neuro transmissão, desse modo produzindo os sintomas apresentados em pessoas com EM.

Esclerose Múltipla

Quem pode ter Esclerose Múltipla?

  • Mais comum em mulheres do que em homens;
  • Acomete principalmente adultos jovens com idade inferior a 40 anos;
  • Predominante em brancos de origem norte-européia;

Possíveis Cursos da Doença:

  • EM surto/remissão: caracterizada por surtos definidos e intercalada com períodos de remissão total ou parcial e estabilidade da doença;
  • EM progressiva primária: caracterizada por piora contínua, não interrompida por surtos;
  • EM progressiva secundária: caracterizada por surto/remissão, seguido pela progressão, remissão leve;
  • EM progressiva/surtos: caracterizada por doença progressiva desde o início com surtos que deixam ou não sequelas, no entanto, nos períodos de remissão a condição de saúde progride;

O diagnóstico clínico é através de Ressonância Magnética (RM) e Tomografia Computadorizada (TC).

6 Principais Sinais e Sintomas:

Os sintomas podem se desenvolver dentro de horas ou por vários dias ou semanas.

  1. Sintomas Motores:
    • Espasticidade;
    • Fraqueza Muscular;
    • Contraturas;
    • Fadiga;
    • Distúrbio da Marcha;
    • Sintomas Cerebelares e Bulbares;
  2. Sintomas Sensoriais:
    • Dor;
    • Dormência;
    • Sensação anormal dolorosa;
  3. Sintomas Vesicais/Intestinais:
  4. Sintomas Visuais;
  5. Sintomas Sexuais;
  6. Sintomas Cognitivos e Emocionais;

Esclerose Múltipla

Como a Fisioterapia pode auxiliar na Esclerose Múltipla:

  • Maximizar a função;
  • Prevenir complicações;
  • Capacitar os pacientes a realizarem seu potencial mais alto;
  • Melhor qualidade de vida;

Devemos reduzir a incapacidade e acentuar a funcionalidade.

Quais são os Objetivos da Fisioterapia?

  • Fortalecer;
  • Normalizar tônus;
  • Melhorar equilíbrio;
  • Garantir consciência sensorial;
  • Reduzir a fonte e a percepção da dor;
  • Aumentar e conservar energia;
  • Melhorar a deambulação;
  • Melhorar os sintomas vesicais e intestinais;
  • Melhorar controle respiratório;
  • Melhorar comunicação;
  • Facilitar independência;

Baixe gratuitamente um PDF completo com todos os principais dados dessa doença resumidos

Gostou do resumo? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *